Não há gota, só oceano.
O erro foi a gota "se achar".
Somos gotas.


Agradeço a quem eu sou simplesmente, por jamais ter me rendido totalmente
a quem eu pudesse pensar que fosse.

Quem não fala em proveito próprio não tem medo de desagradar.
Mostrar, com simplicidade e clareza, é apenas mostrar e é preciso.
Quem não quer ver se incomoda, quem quer ver reconhece.

A LUZ CUIDA DE TUDO!




679. O vaso colado.


Você originalmente é inteiro, é todo, é Eu só. Mas constrói uma imagem de si na mente com pedaços, idéias, e essa imagem fica como um lindo vaso de porcelana que você compra numa loja e ao chegar em casa deixa cair e quebrar. Então cola o vaso com capricho e põe na mesa, mas nunca mais será a mesma coisa. Toda vez que olha pra ele fica triste, porque não é mais o mesmo vaso. Por isso é impossível ser feliz com os pedaços de que somos feitos, por mais bela a auto-imagem que se monte com eles.
União não é unidade, é separação.
É impossível ter paz na mentira. Sempre ficará aquela saudade no íntimo. Todos têm saudade do Eu, uns mais, outros menos, e outros ainda quase nenhuma, os mais presunçosos.
Todos buscam essa tal de felicidade porque todos têm uma lembrança dela no coração, senão de onde tirariam essa idéia de que se pode ser feliz?



678. O que é ser perfeito?















- Esse pensamento seu é bem profundo, Riva, mas difícil de se aplicar na pratica. Se houver uma maneira de viver sem nos importarmos com os sentimentos e sem usar o nosso ego, me diga, porque eu ainda não compreendi isso tudo.

- Antes de aplicar deve-se não se negar a simplesmente enxergar o óbvio e simples antes de mais nada. Não há que mudar de vida, não se falou de comportamento ideal, mas de

 uma clara e simples constatação da clara loucura que é uma realidade ansiosa que todos acham o máximo e vivem de joelhos diante dos intermináveis compromissos e obrigações que ela impõe a todos. Nunca ninguém chega a uma paz efetiva. Quando se pensa que se chegou a uma solução, aquilo logo vira tédio e tem-se que inventar nova esperança, começar outra busca e a mesma loucura prossegue em outro cenário. Só isso.
A Luz (do eu) cuida de quem não se nega a enxergar. Você não tem que ser perfeita no mundo. O que é ser perfeito? Ninguém sabe. Antes des-cubra sua verdadeira realidade dentro de Si Mesma. E isso é muito simples. Começando a abrir-se em quietude interior à paz do coração do eu, e a Luz cuida do resto. Afinal todos nascemos nesse mundo sem termos nos comportado de forma nenhuma. Teorias da criação são fantasias da louca e presunçosa mente humana.
Faz o que tem pra fazer na vida, em paz e sem pretensão, e busque a paz no silêncio do eu sempre que puder.
Só isso.
A Luz já cuida de tudo!
"O reino está em vós."



677. Entendo, mas...


- Eu entendo perfeitamente o que você escreve, Riva, tem lógica, mas ao mesmo tempo surgem vários questionamentos que acabam se contrapondo em muitos aspectos a todo esse pensamento que antes parecia ter lógica, e depois passa a ficar confuso, irreal e inaplicável na prática. Tudo isso é muito complexo.

- Começa que você não tem que se preocupar em entender o que eu escrevo. E se eu estiver err
ado? Essa perturbação que volta sempre é porque você se entrega ao léu dos pensamentos, em vez de permanecer aberta ao Coração. Fique nele, não tenha medo, você vem sempre daí e de nenhum outro lugar do universo, está vindo agora, não foi um Deus quem te fez no passado. Deus é o eu e você se faz agora voltando-se para o mundo. Respire com conforto, retome a postura do corpo, relaxe os ombros, se isole um pouco sempre que puder. Senão será sempre enganada por questionamentos que não têm nada a ver, induções do controle remoto em sua mente pra que você jamais possa se des-cobrir e continue vivendo indefinidamente como uma escrava a mais nas mãos das incertezas, dos medos e necessidades sem sentido real que atormentam a mente da normalidade em todos os sentidos da vida.


676. Sem chance.


‎- Alguns tropeços terei. Paciência! E que Deus acenda nossa LUZ e dissolva nossas sombras.


- Deus é o Eu, a Luz jamais se apaga. Basta voltar! É que é absolut
amente doentia a teimosia do ego em apostar na mente. O ego jamais te dará uma chance pra sair da escravidão, pode esquecer. Se for por ele você viverá um bilhão de anos sonhando buscando respostas.



675. A tara da normalidade.


  


Amiga: meu gerente está satisfeito, pelo jeito
Riva: o gerente não é "seu", não diga "meu" gerente, não se aposse disso.... é "o" gerente
Amiga: não é meu mesmo, nem quero... "o" gerente... mas  pq isso de tirar o "meu"?... é alguma programação por trás disso?
Riva: isso de "meu" é um vício, uma tara da psicose da normalidade... tudo tem que ser MEU... depois perdem e ficam chorando... inventam relações que não existem pra depois se sentirem frustrados... uma programação total, violenta,  absolutamente alienante está por trás da mania de MEU... pra manter em você o nível de ânsia que o controle remoto deseja... constantemente preocupada com o que pensa que é SEU (e não é) vc não tem tempo para desfrutar de Si Mesma, intrinsecamente... eles não querem que vc perceba que não precisa de nada... criam na sua mente a necessidade de tudo que eles oferecem como solução, mas só o que eles oferecem... você pode ter o direito de desejar tudo que eles te impõem subliminarmente através de filmes, programas de TV, religiões, educação, etc... mas jamais pode ter direito a desfrutar da simplicidade plena e sem limites nem necessidades do seu eu intrínseco... então se sente sempre dependente e fraca... e cada vez precisando mais de novas soluções vindas de fora... não está vendo como estão as pessoas?
Amiga: sempre querendo algo, enlouquecidas em seus desejos
Riva: sempre envolvidos na ânsia de algo, e fizeram disso a normalidade... e justificam esse absurdo falando de sonhos e obrigações de amar e ser feliz... quem vive em paz, em si, não precisa sonhar nem amar, a paz do eu é a realização do amor (que é o nosso próprio ser intrínseco) na terra... amor é uma coisa, amar é outra... quem ama é o ego e isso é presunção, arrogância... o amor só se faz a partir do simples ser, o amor é a Luz que cuida de tudo, não se faz através das ansiosas ambições espirituais do nosso ego, do cumprimento de obrigações sem real sentido para o ser, com nossos celulares, carros, remédios, roupas, tênis, hospitais, tipos de cabelo, tipos de comportamento, poses descoladas, internet, policia, justiça, governos, etc.... viu onde foi parar a coisa?
Amiga: é... sim... e emoção?... é hipnose?
Riva: sim... é programa pesado na mente pra te arrastar de Si para o pesado corpo de valores da rede hipnótica do controle remoto... é virus mesmo
Amiga: as mulheres são mais suscetíveis a esse virus?
Riva: parece que sim, não?... mas há emoção de todo tipo, dissimulada... às mulheres cabe a parte reprodutiva, que gera o apego à sobrevivência, que mantem o sistema... é uma rede muito bem montada, inteligentíssima, pelo menos ao nosso nível, senão os humanos que comandariam eles e não eles aos humanos... mas, não tem mulher, não tem homem, são duas faces da mesma doença humanóide
Amiga: isso é um programa tb?... homem e mulher?
Riva: sim, mas tanto são duas faces da mesma doença que quando se juntam no sexo chegam ao orgasmo, pensam que se completam um no outro, se acham todos felizes... mas, logo passa e têm que fazer de novo... tudo, na loucura, tem que ser insaciável... se saciar, a loucura desaparece na paz da saciedade


674. O que você é.


Uma coisa é o que você é. Outra coisa limitada, ansiosa, medrosa e tristemente necessitada de tudo, é o que você pensa que é. Não só você é assim, todos são assim. Você é consciência, você vê seus pensamentos, vê suas dores, vê seu corpo, vê seus conhecimentos, seu valores, sinal de que isso não é você. Você é "O Que" vê. Isso é consciência, isso você já era quando nasceu, antes de começarem a te educar (hipnotizar socialmente) e colocar um monte de mentiras, medos e necessidades na sua cabeça.Tanto que a primeira coisa que toda criança aprende quando começa a se ajustar ao meio humano é mentir.
Mas vamos com calma na parte da consciência, não é preciso ter pressa porque, afinal de contas, você não deixará de ser jamais. O que você pode fazer é enxergar que você não é o que você pensa que é. E é só esse o trabalho a ser feito, intimamente. Você consigo mesmo. Nenhum guru te leva à você. Só você é você (óbvio). O que o instrutor pode fazer é isso, mostrar que só o próprio eu intrínseco é a solução real para cada um. "O Reino está em vós". Todas as outras soluções são mentirosas e levam sempre a novas necessidades e infindáveis buscas.
O caminho para a consciência de si mesmo é um só e o mesmo ensinado por todos os grandes mestres reais (não os fajutos) que passaram e passam pela terra, é a abertura silenciosa ao próprio coração, o eu intrínseco. O caminho é parar para ver que todos os caminhos só levam a novas mentiras e que todos só buscam a si mesmos fora de si. Por isso tanta loucura. 
Fazer o que se tem pra fazer em paz e sem pretensão porque a Luz (do eu) já cuidou de tudo!!!!



673. Identificar o amor.


Amiga - Nem todas as pessoas conseguem identificar o amor que está adormecido dentro de si e outras vezes algumas pessoas simplesmente não querem identificar essa existência que é o amor.

Riva - Identificar é limitar a realidade infinita do ser a uma fantasia mental qualquer. Poderá ser linda o quanto for, mas não deixará de ser mentira. Por isso a ânsia e a eterna busca do que nunca se acha efetivamente é geral. Por isso vivem todos suas falsas vidas de sonhos em cima de mais sonhos. É assim que o controle remoto quer, idealização e busca, porque assim, sempre ocupados com fantasias mentais, ninguém acorda para enxergar o quanto é usado, abusado e escravizado pelo sistema.
E vivem todos sempre achando que agora vai. Espiritualistas falando de novas consciências e novas dimensões, intelectuais diariamente apresentando novas soluções complexas e sofisticadas, modernas e tecnológicas, mas é sempre a mesma patética repetição da mesma esperança de sempre: "Agora vai".
Todos indo a lugar nenhum a título de estarem indo pra algum lugar.
Vão, vão, vão... sempre indo... mas nunca chegam.
Afinal, onde querem ir?
É ridículo!



672. O amor e a paz do Coração.














Riva: O amor foi uma invenção do controle remoto, com ele a espécie se mantem unida, produzindo para o sistema. Os sistemas espirituais que fazem apologia ao amor são todos demoníacos em sua origem. Amor é valorização de egos.

Amigo: Riva 
Andrade, o que podemos usar no lugar do amor?

Riva: Nada... o universo inteiro está suspenso em que? Não está suspenso na cabeça do homem. Paz!
Deixe a paz ser. No coração do seu eu só tem paz e é disso que o controle remoto tenta te afastar, porque em paz você pode ver as matracas deles. Perdido em sonhos de amor, mesmo incondicional, está preso à rede hipnótica, sonhando com uma solução que nunca houve nem haverá, como pensam.

Amigo: Como posso praticar a paz e ter que tomar uma decisão que desfavoreça determinada pessoa?

Riva: Não vê que nenhuma civilização jamais vingou? Simplesmente porque isso aqui é assim mesmo. Melhor não viajar na maionese pra não se perder de Si Mesmo. Só existe você, ou seja, a realidade infinita do (seu) ser intrínseco. Só isso é verdade e todo o universo existe dentro disso, que não tem fim porque não teve começo, não é assim nem assado, apenas é. Por isso Deus disse pra Moisés "Eu sou aquele que é". Não é aquele que é assim, nem assado, que pode ser ou fazer, é aquele que apenas é. Aquele que é não precisa ser nem fazer nada, já é. Esse é o seu eu intrínseco. Não tenha medo da paz original do eu, no Coração. Abra-se pra ela porque a Luz cuida de tudo!!!!
Você não precisa fazer nada!
Fique na paz original do coração do Eu e todas as suas práticas serão corretas. O universo inteiro é sincronizado e vc não tem poder pra escapar disso. Nada acontece por acaso em instância alguma. Não queira praticar a paz, faça o que tiver pra fazer, em paz e sem pretensão, sem puxar mais farinha pro seu saco que pro saco do outro, porque é só a Luz que cuida de tudo. Ego nenhum é capaz de bem algum, em fantasia dimensional alguma. Não existe um ser autônomo em universo nenhum. É tudo mentira, amigo.

Amigo: Entendi, "fazer o que tiver que fazer em paz e sem pretensão". Que(m) é a luz que cuida de tudo? Estando em paz o ego some e entra em cena a humildade?


Riva: Sem ego não tem cena, fica só a verdade. A Luz é o termo genérico que uso para o que é. Veja que toda a criação é fascinada pela luz, até nas profundezas dos oceanos, onde não há luz, os bichos fazem sua auto-luminosidade, sinal que a luz vem de dentro de cada um. Até as lulas fazem sua luz, o homem não consegue, mas há homens (raros) que conseguem. Se o termo luz for complicado pra você, troque-o por paz, a palavra não faz diferença real. Mas não é você (o ego) em paz, e sim a paz original do eu intrínseco. Esqueça que você existe, porque na verdade você não existe mesmo, não passa de mera ilusão de ótica, uma auto-hipnose induzida em rede por um sistema de controle remoto superior. Ate a teoria quântica diz que o átomo é vazio e que nossos corpos são 100% vazios, os Vedas já falavam disso há cinco mil amos

Amigo: Li seu blog 667... legal! Onde reside o eu interior, tem algum lugar especifico do corpo?

Riva: Dizem os Vedas que é no Coração, que não é o coração físico nem o chacra do coração, é no centro do peito um pouco à direita, em sânscrito se diz Hridayam. A igreja se refere a ele quando fala do Sagrado Coração de Jesus e de Maria. Todo mundo tem o sagrado coração, não só Jesus e Maria.
http://www.rivaldoandrade.blogspot.com.br/2012/10/645-eu-real.html
É mto simples você saber que é no coração porque quando aponta a si mesmo você bate no centro do peito e não sobre o coração e nem na cabeça ou outra parte qualquer do corpo. Repare que quando bate sobre o coração físico parece que você está se traindo, não dá uma sensação legal. Vá pelo natural, sempre.

Um jato da Luz no seu coração!!!!

671. Reflexão sobre os Vedas.











Para quê refletir sobre os ensinamentos dos Vedas? Quer dizer que os nativos do mundo todo viveram naturalmente centenas de milhares de anos nas florestas, desertos, campos e montanhas privados de auto-realização? Só depois dos Vedas que a realidade do simples ser tornou-se infinita? Por outro lado, a última coisa que se deve fazer com qualquer escritura é meramente refletir sobre seus ensinamentos. Isso é
 um jogo mental, criador de fantasias de valorização de ego, que só afasta o indivíduo cada vez mais da realidade infinita do simples ser.
Antes dos Vedas serem escritos, em que refletiram seus autores?

As escrituras inventaram a reflexão, antes delas só havia realização. O intelecto sufocou o ser.
Nada a ver!
Entre os animais, e até entre as plantas e pedras, há também realização, e eles (por sorte) não têm uma mente complexa como a estúpida e mesquinha mente humana. 

O que faz um basalto ser negro e opaco e um cristal reluzir em sua transparência? Isso é consciência. Senão seria tudo uma massa informe e única.
Consciência não tem nada a ver com o que a mente humana concebe como consciência, é algo que ela absolutamente desconhece. E não vai descobri-la em livros e cogitando em torno da mentira de si mesma, mas na fonte íntima, silenciosa, de si mesma.
Antes de cada um se achar vivendo aqui e não sabendo de nada, não havia Vedas. Tudo que existe é mental, é hipnose. E esse é o perigo, que faz o cão correr atrás do próprio rabo dentro de uma eternidade que ele faz e mantém em sua própria mente sempre agora, quando deixa o simples ser - o coração do eu - e sai para o campo infinito das possibilidades de loucura da mente.
Sri Ramakrishna, um dos maiores santos da história da Índia, era analfabeto, nunca leu escritura alguma, se realizou por si mesmo na adolescência, à revelia de si mesmo, e dava show nos pandits (eruditos especialistas nos Vedas) com as palavras mais simples e despojadas do mundo.
Ramana Maharishi, o maior de todos os sábios da Índia, não praticava religião alguma nem conhecia as escrituras até se realizar espontaneamente, deitado sozinho no chão da varanda de sua casa aos também na adolescência. Ele nem sabia o que estava acontecendo com ele, apenas se sentia como o único ser real do universo, que de absolutamente nada necessitava. Anos depois, lendo os Vedas, é que viu: Ah... o que acontece comigo, isso que Eu Sou, é o que eles buscam nos livros!
Não é o livro que traz a Luz, mas a Luz que traz o livro. E a Luz é o mesmo e único eu intrínseco, no Coração de cada um.
O que você é não está em livro algum, é você, seu simples ser, sem limites, antes de você se restringir a uma determinada individualidade e se achar alguém.
Um jato da Luz no seu coração!!!!



670. Cair e levantar-se.


Caia sete vezes e levante-se... pra cair a oitava vez.
Não tem segredo, quem disse que tem que se levantar? 
Nem o sol se levanta, é a terra quem gira. 
Faz o que tem que fazer, se tiver que fazer, em paz e sem pretensão, porque é só a Luz que cuida de tudo!!!!


669. Nosso tempo de transcendência.

O tempo é um pensamento, não é nem tempo, que dirá nosso. Nem a folhinha mostra o tempo, mostra um número, o tempo está na mente, não é, mas pode passar a ser para quem se prende à mente. Transcendência também é um processo mental, de auto-transferência de uma ilusão à outra. Quem transcende? Eu. O que sou eu? Des-cubra-se e verá se existe alguém de verdade precisando transcender. 
O que você pensa que é, é apenas um pensamento, e pensamento é nada. Antes de pensar, o eu já era, antes de atravessar, o "reino dos céus" já estava em você, já era só você simplesmente, como sempre foi antes e depois que todas experiências, de êxtase e desespero, passaram.
Um jato da Luz no seu coração!!!!


668. Sobre a paz em Gaza e no resto do mundo.










A verdade é que isso é uma "indústria" que não pode parar. Querer a paz nessas regiões seria o mesmo que os
ambientalistas quererem fechar os frigoríficos. Os humanos estão preocupados com a vida dos porcos, vacas e galinhas que morrem aos milhões diariamente no mundo todo? Sentam-se nas churrascarias e comem como trogloditas, inclusive eu (quando raramente vou). Do mesmo modo, o sistema que controla os humanos também não está preocupado com a vida deles. Na verdade os humanos não são mais importantes que os porcos, apenas "se acham melhores", mas não são. A mesma vida intrínseca anima a existência de todas as espécies sem distinção entre uma e outra. Para a vida só há vida e não tipos de vida. E nós somos consciência, não nossos corpos.
Por outro lado, quem acha que nasceu pra tatu deve morrer cavoucando. Como pode um pai aceitar um filho ir pra guerra e ainda achar que ele está cometendo um ato de heroísmo? Nunca uma guerra foi feita por algum motivo que não fosse tomar o que é do outro à força. Mas quando a rainha da Inglaterra passa em sua pomposa carruagem, todos se comovem admirados e as TVs do mundo todo mostram. No entanto seu império e sua falsa grandiosidade, que a humanidade inteira idolatra, foram feitos sob indiferente e cruel usurpação de bens do mundo inteiro.
E quando um indivíduo se nega a ir à guerra todos o chamam de desertor e covarde.
Enfim... o ser humano faz por merecer as guerras que sofre deixando-se ser tocado pelo sistema econômico como porcos e vacas para o matadouro.
Um jato da Luz nos corações!!!!



667.


















666. Sobre uma possível iminente destruição em massa.


Só o inferior teme a destruição. Somos, cada um, consciência e não um mero corpo. Antigamente as maiores cidades do mundo tinham 100 mil habitantes, hoje têm mais de 20 milhões. Que paz vão querer? De que jeito numa confusão dessas? Não se acorda o planeta, a população. O trabalho do auto-descobrimento só pode ser feito por cada um em si mesmo. Mesmo porque a maioria está em sua condição própria. Só enxerga quem pode, quem não pode, não pode. Não se abre os olhos dos outros na marra. Isso seria tirania. Ligue a TV e abra a página inicial do facebook, as notícias são as mais inúteis, vazias e egocêntricas possíveis, veja em quê a maioria está realmente interessada. Só em dissolução e vacuidade. A ambição e o interesse próprio movem alienadamente a mente da maioria por trás da capa de amor e boas intenções. Todas as civilizações descobertas tiveram sempre o mesmo fim, passaram pelo mesmo processo de transformação. Seria essa agora a diferente de todas, uma exceção, a especial? 
Veja o grau de vaidade, de presunção, de arrogância, de alienação da visão geral!
Um jato da Luz no seu coração!!!!


665.


















664. A prisão da mente.



Amigo - Você fala que a luz cuida de tudo. Gostaria de entender porque, então, tanta selvageria no reino animal, uns devorando os outros, nem os filhotes são poupados. Os animais não têm ego.

Riva - A selvageria está na sua visão.

Amigo - Há a dor.

Riva - E daí? Ela fica tendo a importância que você der.

Amigo - Ignorar isso não seria insensibilidade e descaso?

Riva - Na sua visão, talvez, sim.

Amigo - Difícil.

Riva - Em princípio as coisas são só o que são. Nada é isso nem aquilo que podemos achar. O achar está só na cabeça de quem acha. Pergunte aos passarinhos se estão preocupados com essas questões, no entanto somos nós que os admiramos e não eles a nós.

Amigo - Creio que esta é uma questão que não posso agora avaliar com a mente. Terei que encontrar a paz para poder entender isso. Agora não entendo.

Riva - Essa é a questão... a mente. Ela está em você e não você nela. Apesar de todo mundo ter feito o contrário, trancaram-se nela, cada um preso à ilusão que fez de si.

Amigo - Entendo.


663.


















662. Você se torna o que pensa?


- Riva, você se torna o que você pensa, querendo ou não!

- Se você se torna, você não é. O que você é você já era antes de se tornar. O que se tornou? 
O que você pensa que é é apenas um pensamento, e pensamento é nada. O fato de você acreditar que é o que pensa não faz da mentira que fez de si uma verdade, apenas faz de você um mentiroso a mais encenando no palco sem sentido dessa vida.



660. Excesso de conhecimento.






















A questão não é a resposta, é a pergunta. 
Quem está em paz nem quer saber de nada. 
Se você responde a um questionamento da mente, imediatamente ela já tem outros dez prontos pra apresentar. Isso jamais tem fim. Dessa forma vemos esse pessoal postando mil textos por dia sobre extra-terrestres, sociedades secretas, corrupção, etc... 
Onde querem ir com tanta informação? 
Enchem a cabeça de inutili
dades como quem compra tudo que aparece no polishop e depois, não tendo o que fazer com aquilo, deixam tudo jogado no quartinho de despejos.
A vida de ninguém muda meramente por saber de muita coisa, a menos se veja a mentira que tudo é, a menos que se tenha parado para ver que isso que pensam que é a vida não é uma verdade absoluta.
Afinal, quem vive?
Eu.
O que é isso que pensa que existe num corpo, que pensa que pensa e que pensa que sabe das coisas?
Sabe das coisas mas não sabe absolutamente nada de si mesmo.
Adianta saber de tudo sem saber de si?
O que sou eu?



659.























658.


















657. Nada muda.


Nada muda porque nada é. A TV troca de programa de hora em hora. Existe um mundo real dentro dela? A TV em si muda?
Trocamos nós mesmos de programação, mas não aumentamos, não diminuímos, nem ficamos diferentes. Quando a programação acaba, continuamos sempre como simplesmente somos.


656.


















655. Deus e a Luz.








- Riva, a Luz cuida de tudo, OK. Mas, e Deus?

- A Luz cuida de Deus. Deus é uma entidade configurada como ser supremo na mente de quem acredita nele. A Luz cuida dele também, porque a Luz cuida de você e ele habita sua mente. Não há nada que a Luz não seja e que não seja a Luz. Qualquer modalidade de configuração, por mais sutil, gloriosa e infinita que pareça, é uma condensação da Luz, alguma limitação da realidade infinita da Luz, feita por você na forma de um pensamento. “Sois deuses”. 
Explicando mais fácil, a diferença entre a entidade Deus e você é que a entidade vai direto à Luz, sem idéia, e você usa a mente, usa a idéia de Deus para chegar à Luz, que é o coração do seu eu, o eu intrínseco onde você pessoalmente – com absolutamente tudo que puder achar que precise ou ainda lhe falte - desaparece. Dentro da maravilha absoluta que a Luz é, descrevê-la também é absolutamente impossível. A Luz é o simples ser e o simples ser não é supremo, é simples, sem relação, levando-se essa idéia de simplicidade às últimas consequências. A Luz não é suprema, só Deus é um ser supremo. Para que algo seja supremo tem que haver relação, alguém maior que o resto, e se houver resto não é a Pura Luz. 
A Luz não é uma luz, é só luz.


654.


















653. Feito e desfeito.














A vida é feita de memórias.
O que é naturalmente feito, é naturalmente desfeito. 
O que é forçadamente feito, é forçadamente desfeito. 
O que é feito não permanece.
Só o Ser permanece, pois não foi feito.



652. O muro existe?















Amigo - Como alguém pode estar fazendo uma pergunta para Riva através de um computador ligado em rede? Isso é real?

Riva - É uma realidade. Você não assiste um filme na TV? Tem gente dentro dela? É real? Mas é uma realidade.
No sonho você pula um muro, não atravessa ele. Quando acorda cadê o muro. É que essa aqui é a matriz desse grau de hipnose, então parece real, mas é apenas uma outra realidade a mais
. Podemos estar sonhando agora também... e estamos... é fácil perceber quando se aquieta bem a mente.

Amigo - Estou com você desde agora!

Riva - Você não é só isso que pensa estar com o Riva.

Amigo - Então, eu também sou isso, além daquilo que sou? Ou só estou isso, além daquilo que sou?

Riva - Você é o que é. Limita o todo (o que é) a isso e acha que isso é você. 
Você pode pegar um copo dágua do mar, esquecer-se do mar e achar que a água do copo é toda água que existe. 
Faz a si mesmo dessa forma e parece que está assim mesmo, mas, se vê isso, isso não é você. Se você fosse isso não veria isso separado, na visão, seria uma coisa só, não detectada como algo separado de você.
A visão não vê a visão, vê o visto, o que está nela.
Tudo passa a parecer que é "no que é", no ser, mas não é, só está, parecendo que é. Tanto que tudo está constantemente mudando, nada fica, só fica o que é.

Amigo - Concluo que sempre existirão realidades, mas o que importa é que devo permanecer consciente que elas não sou eu. É isso?

Riva - O muro no sonho existe? Se você acha que o sonho e o muro existem mesmo, as realidades sempre existirão, mas só pra quem acha, pra quem acredita. Na verdade nada existe, só o que é é. A própria física diz que o átomo é vazio, que nossos corpos são vazios, são uma
 ilusão de ótica. Dizem que matéria é luz condensada. O que condensa é o pensamento, a crença que o pensamento é uma verdade. E os muros aqui ficam como ficam. Mas se as coisas fossem mesmo como parecem não mudariam. Só por isso já não são.

Amigo - E o que é, pode ser pensado, falado, sentido ou vivenciado de alguma outra forma que não sejam as que costumamos experimentar? Por que, para mim, parece que se não for assim tudo desaparecerá!

Riva - O que é pode ser pensado, mas o pensar é só um pensamento e não o que é mesmo. Pode-se ter a experiência, mas não achar que experimentou o que é, a experiência é uma "lembrança" de quando a mente começou a se desfazer, se desfez e depois voltou. Tudo isso é mental, já pertence ao reino da mente. A experiência é ilusão, real é só o que é em si, escapa a tudo. O que é não tem limite, não pode ser contido no limitado, só pode ser reduzido na mente. Aí não é o que é, é a mente fazendo reduções (mentira, ilusão, loucura). 
Pra você parece que tudo desaparecerá porque nunca apareceu de verdade, você é quem teima em manter-se no limite, e de uma forma ou de outra sente isso. E se apareceu vai desaparecer. 
Para acabar com o limite, só silenciando interiormente.


651.



650. A mesma água.


Você vem de só você mesmo. É impossível negar isso. Pare, sente-se em quietude interior e sonde o coração do seu eu agora, simplesmente e sem pretensão nenhuma, só isso. Não há nada lá, só paz e alívio num crescente sem fim, até você, pessoalmente, desaparecer. Chama-se isso de meditação, mas o nome também não tem nada a ver, cada um faz como pode e está ao alcance de qualquer um que não tenha excessivo apego à idéia de si mesmo (ego), à tola vaidade pessoal. Nada vem de fora, o fora é a mente que faz, ou viciosamente endossa (por controle remoto) o que outro fez. Isso é como a água, que pode limitar-se à fonte, ao riacho, ao rio e ao oceano, pode ser cristalina, turva ou salgada, mas é tudo fundamentalmente a mesma água.